BEM VINDO AO BLOG!

"Para que levar a vida tão a sério se ela é uma incansável batalha da qual jamais sairemos vivos?"
Bob Marley

domingo, 12 de março de 2017

Homicídio duplamente qualificado



Jovem condenado a 17 anos de prisão pela morte do amigo


Dissimulação e assegurar impunidade em outro crime.

Fonte: TJRS

https://secure.jurid.com.br/new/jengine.exe/cpag?p=jornaldetalhejorna



O Júri de Porto Alegre condenou hoje (23/10/2009) Cristiano de Oliveira Patzer, o “Francês”, 19 anos, pela morte de Vinicius Rolim Segger, 17. O julgamento ocorreu na 2ª Vara do Júri e foi presidido pelo Juiz de Direito Felipe Keunecke de Oliveira.

A pena por homicídio duplamente qualificado (mediante dissimulação e para assegurar a impunidade e a ocultação de outro crime) é de 17 anos de reclusão. Ele não terá direito de recorrer em liberdade.

Ao proferir a sentença, o magistrado considerou que o réu já registra duas condenações posteriores, embora ainda não transitadas em julgado, uma por latrocínio e outra por roubo qualificado. Em relação ao homicídio de Cristiano Patzer, destacou que as circunstâncias e consequências foram gravíssimas, “eis que ceifada a vida de um jovem de apenas 17 anos de idade.”

O CASO
O crime ocorreu na noite de 26 de junho de 2008, na Rua Timbaúva, nº 1144, Restinga, com disparos de arma de fogo que atingiram a vítima na cabeça. De acordo com a denúncia Cristiano teria matado seu amigo Vinicius, por ciúmes da amizade e dos comentários dele a respeito de sua ex-namorada, e para garantir a impunidade e a ocultação de outros crimes, pois a vítima sabia de seu envolvimento nas mortes de Marlene Álvares de Oliveira e de Osmar Matos de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário